sábado, 18 de julho de 2009

[POEMA] Tempestade Assustadora


Conferindo a Previsão do Tempo
Não constou na TV
Que o dia de hoje
Estava previsto que ia chover

Então sai de casa
Sem preocupação de que iria correr algum risco
Foi ai que aconteceu o principal

O tempo fechou muito rápido
e as nuvens ficaram bastante carregadas
Não pode ser chuva
Foi tudo muito rápido

de dentro das nuvens
Saiam luzes com uma gigante descarga eletrica
e tinham um som ensurdecedor
Era tudo muito assustador

Ate que o único jeito foi correr
Corri ate onde deu

Quando olhei para trás
Tudo mundo tinha sumido
Num piscar de olhos
e as nuvens também sumiram

e quando eu me dei por vista
Estava eu pensando que perder você
Era estar daquele jeito
Correr desesperadamente de uma grande ameaça

Não foi premonição
Ou um sonho
Foi o medo que gritou dentro de mim

Pois na vida real
a nossa relação não vai ter nada de ruim
Estaremos nos dois
Num luar em plena noite limpa
Namorando e se apaixonando sem parar
Pra toda eternidade

(IGOR BARBOSA)

2 comentários:

Andy Lima disse...

Escreve bem eim!
Gostei do poema, muito bom!

Igor Barbosa disse...

que isso, será que escrevo mesmo =D, OBRIGADO

Postar um comentário

Template by: Free Blog Templates