quinta-feira, 16 de julho de 2009

[POEMA] Vulnerabilidade Debandada

Movendo-se em correnteza oposta
Cabe-se sempre ver o caminho
Que estas escuro e cheio de armadilhas
Mas será que vale a pena
De correr o risco sem lutar ?
Ou correr o risco se entregando ?

Lutar não significa tirar algo de alguém
Mas sim conquistar algo para si

Olhando para frente o caminho ainda será escrito
Andando em linha frontal
Vamos descobrir que nem sempre
Aquilo que era esperado
De fato nem era esperado

Se deu errado neste ponto presente
Melhor ainda vira pra frente

O pessimismo que nos toma conta
é o mesmo pensamento do agora
Sempre envolvido em quesitos emotivos
Quase sempre sofrendo interferências da cegueira
O que faz estragos por onde passa

Nunca inventaram remédio para culpa
Pois se tivesse, tudo mundo iria querer
A dor da culpa é igual ao da solidão ou da saudade
Que faz agente pensar
Por que Deus fez isso ?
Por que comigo ?
Eu não sou uma pessoa má

Pois é, coisas ruins afetam mais
Pessoas boas
Que as perversas

Mas se pararmos com esse pensamento
Veremos que a recompensa que nos queremos
Vira no tempo certo na hora certo
Se o momento não foi esse, vira pra frente

O psicológico influi nesse aspecto
Portanto pense positivo
Mas o mais importante
é não criar expectativa muito grande
Sempre pense que se não der certo
Foi por que ainda não era a hora
Não seja afobado

As melhores coisas acontecem
Quando você menos espera
Pode ser já já
é só esperar

(IGOR BARBOSA)

2 comentários:

limonada disse...

lindas poesias Igor!
ta de parabens (:

Igor Barbosa disse...

Muito Obrigado, Limon
Sinta-se em casa =D

Postar um comentário

Template by: Free Blog Templates